20 de Fevereiro de 2018

Famílias fazem protesto para pedir moradias e auxílio

Famílias fazem protesto para pedir moradias e auxílio

Famílias que vivem em ocupações no bairro Santa Maria e na antiga clínica psiquiátrica no bairro Siqueira Campos fizeram mais um protesto na manhã desta terça-feira, 29, para pedir moradia e o pagamento do auxílio aluguel, que estaria com atraso de 45 dias. O ato ocorreu na Praça Camerino, no bairro São José, e reuniu cerca de 100 pessoas.

De acordo com a coordenadora do Movimento Luta Popular, Daniela Rocha, 85 famílias estão sem receber o auxílio aluguel e outras 300 não tem onde morar. “Essas famílias passam por diversas dificuldades, incluindo a falta de acesso à saúde educação e trabalho. Hoje esse protesto é para chamar a atenção da sociedade, para mostrar as dificuldades que essas famílias passam”, reclama Daniela.

Ainda segundo a protestante, a secretária de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência, do Trabalho e dos Direitos Humanos (SEIDH), Marta Leão,  teria prometido pagar o auxilio aluguel em dia, além de incluir as famílias em programas sociais de habitação.

O ato reuniu manifestantes de diversas ocupações. O morador da Ocupação Vitória do Santa Maria, Paulo Bispo, denuncia que os moradores não conseguem, se quer, atendimento em Unidades de Saúde porque não têm endereço fixo. “A gente protesta porque o descaso da Secretária Marta Leão é grande. Ela fez diversas promessas e não cumpriu nenhuma”, diz.

Related posts