18 de Fevereiro de 2018

Manifestantes invadem Câmara de Vereadores de Aracaju

Manifestantes invadem Câmara de Vereadores de Aracaju

Integrantes de diferentes movimentos populares invadiram a Câmara de Vereadores de Aracaju na manhã desta sexta-feira, 25. O ato integra as atividades articuladas pelas Centrais Sindicais e Movimentos Populares para combater as reformas do Governo Federal, contidas em Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que será votada na próxima semana pelo Congresso Nacional.

O sindicalista Elinos Sabino, diretor da Central Sindical e Popular (Conlutas), informou que o próximo passo será uma greve geral em nível nacional. Na ótica do sindicalista, a PEC tem como objetivo desestruturar os serviços públicos e as empresas públicas para promover a terceirização generalizada em benefício de empresários brasileiros que ocupam vaga no Poder Legislativo. “Os deputados federais estão legislando em causa própria”, enfatizou Elinos.

Um outro mote do movimento está voltado para o pagamento regular do auxílio moradia, benefício que teria sido prometido pelo Governo do Estado as 87 famílias da ocupação Nasce a Esperança do Santa Maria. “As famílias deixaram a área, o Governo do Estado prometeu pagar o aluguel e já tem 60 dias que nada foi repassado”, informou Emílio Bispo, do Movimento de Luta Popular. As Centrais Sindicais também defendem a criação de novos postos de trabalho para combater o desemprego. Elinos Sabino critica os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entendendo que os índices oficiais não representam a realidade nacional quando se trata do desemprego. “O IBGE não considera como desempregado, o trabalhador que cansou de procurar emprego e está vivendo de biscate”, destaca.

Na próxima semana, os manifestantes voltam às ruas com nova manifestação e prometem realizar um grande ato na terça-feira, 29, para acompanhar a votação da PEC no Senado. “Vamos cobrar uma posição firme da bancada de Sergipe para votar contra”, enaltece Elinos.

Related posts