17 de Fevereiro de 2018

Vereador pede celeridade para revogação de aumento

Vereador pede celeridade para revogação de aumento

Duas semanas após ser levado à mesa diretora da Câmara Municipal de Aracaju, a revogação do aumento dos salários de vereadores ainda não foi votada. No fim da última semana, o vereador Iran Barbosa (PT) entrou com um mandato de segurança no Tribunal de Justiça de Sergipe para que o caso tenha resolução. A revogação foi requerida por Barbosa e apoiada por mais vereadores em uma causa coletiva.

O vereador explica que a mesa diretiva informa que o pedido já está com o presidente da Casa Vinícius Porto, porém, ele ficou longe das tribunas durante as sessões da última semana. “Estamos aguardando que o presidente respeite as proposituras. Como presidente, ele não pode impedir que elas tramitem, pois precisam ser lidas e distribuídas. Já requeremos ao Tribunal de Justiça que assegure o funcionamento ordinário das medidas que estamos pedindo”, diz Barbosa.

De acordo com o parlamentar, um requerimento propõe a revogação do aumento, outro pede que esse requerimento tramite em regime de urgência e um terceiro exige que haja um novo projeto para que a nova composição da Casa possa se posicionar.

Parlamentares se posicionam

O vereador Acácio Cardoso (PMN) se posiciou a favor da revogação do aumento, alegando que os parlamentares ganham mais do que deveriam. “Vereador tem que ganhar igual a professor. Vereador ganha demais”, diz.

Na tribuna, o suplente Moritos Matos também foi contra o aumento e alegou que a revogação era o mínimo que a Câmara poderia fazer pela população.

Já Jailton Santana (PSDB) que, em maio, votou a favor do aumento, também apoia a revogação. “Vamos votar pelo não aumento. Em maio, meu voto foi favorável e agora pretendo votar contra porque a realidade de maio era diferente”, revela.

Related posts